segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Os outros e a gente.

As vezes, quase todas, é amedrontador perceber que alguém, que encontra-se fora do nosso 'eu', possa saber tanto e tão bem detalhes que nós mesmos não enxergamos ou até mesmo fingimos não existir para não termos mais um 'problema' para se preocupar. A verdade é uma apenas: ser criticado doí! Doí, porque estamos sendo analisados, sem sequer ter sido solicitado todo esse 'raio-x' sobre quem somos, sobre as nossas atitude. Mas temos que agradecer a estes que nos criticam, quando são observações construtivas é claro, pois devemos buscar neles o nosso crescimento, aprendizado, a nossa melhoria em si. Servindo um pouco de 'poser' das palavras, costumo levar a crítica,no momento que está sendo feita, com cara amarrada, completamente fechada para qualquer opinião que seja diferente da minha, mas ao passar da conversa e do tempo analiso e todo o relatório tento aplicar na minha vida, em mim. Uma vez escrevi: O ser humano é tão burro, se machuca e machuca os outros com palavras. Como os mudos são felizes!

Então dou o conselho e tento cada vez mais segui-lo. Ouça muito, ouça mais do que fale, ouça mais do que pense naquele exato momento, ouça o silêncio, ouça a vida, pois todas essas palavras tem muito a oferecer e sem riscos de lhe tirar qualquer coisa.

Como um grande homem já disse: "Eu só sei, que nada sei"
A vida, a minha pelo menos, é de uma eterna busca....

2 comentários:

Nando disse...

o problema não é nem a crítica, e sim como ela é mostrada! Mas, é só opinião pessoal =P

caio s. disse...

Mas preste atenção, quem fala demais pode ter conteúdo de menos.
Ouça sempre, ouça tudo.

Mas guarde só o que lhe for útil!